domingo, 6 de junho de 2010

Paz do Mar


Foto do Chapadão da Praia de Pipa, no litoral sul potiguar. A falta de habilidade do fotógrafo dificulta o enquadramento da beleza do lugar. Mas é um cenário realmente deslumbrnte.

Em um salto do penhasco
Belo firmamento instiga
Na queda livre de tudo
Uma paisagem litiga
Sucumbindo o sol poente
Rege a faxina da mente
Aniquilando a fadiga

Uma doce brisa abriga
A paz que emana do mar
E navega na beleza
De uma noite de luar
A onda no seu balanço
Inebriando o descanso
Como um materno ninar

O botão de desligar
A agitação do mundo
É o mesmo que aciona
O encantamento fecundo
Quando o cenário seduz
A retina nos conduz
Rumo a um êxtase profundo


(Pedro Augusto Fernandes de Medeiros)

6 comentários:

  1. Bela foto e belo texto, quanto tempo não venho por aqui... beijos!
    She

    ResponderExcluir
  2. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    TE SIGO TU BLOG




    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...


    AFECTUOSAMENTE
    PEDRO


    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE BLADE RUUNER ,CHOCOLATE, EL NAZARENO- LOVE STORY,- Y- CABALLO, .

    José
    ramón...

    ResponderExcluir
  3. Venho acompanhando suas postagens e gosto muito de suas poesias de cordel, de rima, de sensações infindas. Gosto desse jeito de compor carregando nas palavras as emoções sentidas, como:
    O botão de desligar a agitação do mundo
    É o mesmo que aciona
    O encantamento fecundo
    Quando o cenário seduz
    A retina nos conduz
    Rumo a um êxtase profundo

    amei, parabéns.

    Elina Carvalho

    ResponderExcluir
  4. Muitas vezes procuramos beleza longe de nossos olhos porque não percebemos que ela está bem ao nosso lado. Quando nossos olhos vêem a beleza que está ao nosso lado, nos perguntamos como não a tínhamos percebido antes. Serão os nossos olhos culpados por aquilo que não queríamos ver? (Autor conhecido por poucos)

    ResponderExcluir
  5. Ielton C. Dantas - São Luis/MA13 de junho de 2010 11:39

    Pipa e Barra do Cunhaú é muito bonito mesmo, parabéns pelo texto/poesia, abraço Ielton - São Luis/MA.

    ResponderExcluir
  6. Nada melhor do que descansar, relaxar, desligar-se do mundo do que apreciando essa vista.
    Adorei.
    Parabens de coração!!!

    ResponderExcluir